Edifício da antiga Emissora Nacional vai ser reabilitado para habitação

O antigo edifício da Emissora Nacional, na Rua do Quelhas, em Lisboa, vai ser reabilitado para habitação. A Câmara de Lisboa irá apreciar amanhã um pedido de informação prévia (PIP) realizado pelo Banif Reabilitação Urbana – Fundo de Investimento Imobiliário Fechado, vai ser reabilitado para habitação, a 21 de Dezembro passado, proprietário do imóvel, que ocupa os números 21 a 23 da Rua do Quelhas.

“A proposta preconiza a viabilidade da recuperação do edifício da antiga Emissora Nacional para o adaptar ao uso habitacional (habitação plurifamiliar) com três fogos”, indica o vereador do Urbanismo, Manuel Salgado, na proposta, divulgado hoje pela Lusa.

A proposta aponta que a superfície de pavimento actual é de 1.376 metros quadrados, número que mais do duplicará, para 3.432,62 metros quadrados. De acordo com a agência noticiosa, esta operação urbanística é considerada como de “impacte relevante e/ou semelhante a uma operação de loteamento”, assentando sobre um local abrangido pelo Plano de Urbanização do Núcleo Histórico da Madragoa, pela Zona de Intervenção do Aeroporto de Lisboa e pela Zona de Protecção da Direcção-Geral do Património Cultural (devido à proximidade ao Museu Nacional de Arte Antiga e aos imóveis classificados na envolvente), além do Plano Director Municipal.

O autarca adianta que, “atendendo à sua localização e ao contexto urbano onde se insere”, é dispensado “o pagamento da correspondente compensação” urbanística.

Ouvida no processo, a Direcção-Geral do Património Cultural emitiu um parecer favorável mas condicionado ao acompanhamento arqueológico de todas as afectações do subsolo, segundo a proposta.

A Emissora Nacional foi criada em 1935, assumindo o serviço público de radiodifusão em Portugal e, segundo o ‘site’ da RTP, na Rua do Quelhas foram instalados os três estúdios de gravação e a sede. Só em meados dos anos 1990 a já designada RDP – Radiodifusão Portuguesa deixou a Estrela.

FONTE: Lusa/DI